Por que o sincretismo religioso incomoda tanto um católico?

O sincretismo religioso faz parte da cultura brasileira, isso nós já sabemos, graças a um erro do passado cometido contra os escravos que aqui viviam. De fato sabemos que os mesmos eram obrigados a negarem suas religiões africanas e aderirem ao catolicismo, isso porque os senhores de engenho – e não a igreja – os obrigavam a isso e através do jeitinho brasileiro  o povo africano conseguiu burlar a fé católica associando seus deuses aos santos católicos. Essa história que todo mundo já está careca de saber só afirma o fato de que não existe nenhuma ligação de santos católicos com orixás, não é preciso se um gênio para saber disto, basta estudar a mitologia Yorubá e ver que as histórias dos orixás são completamente diferentes da dos santos católicos, isso sem falar que se passam em lugares e tempos diferentes.



Bom, até onde eu sei a Lei Áurea foi sancionada em 13 de maio de 1888 enquanto a Umbanda nasceu vinte anos depois em 1908 com Zélio Fernandinho de Moraes. Esta história de sincretismo com os escravos está certíssima se for aplicada ao Candomblé que hoje em dia não é mais sincretista. Exceto os iniciados de raízes católicas. A Umbanda não precisa mais esconder nada uma vez que os exús estão completamente expostos.

Usar sincretismo é falta de respeito com a religião católica ie falta de respeito com os nomes dos santos, uma vez que alcançaram a bem aventurança pregando o Cristo crucificado e desprezando os costumes “Umbandista”.

Por que o sincretismo incomoda tanto um católico? Bom todos os dias tenho que ouvir pessoas dizendo que igreja católica é uma macumba disfarçada, vê a tia toda vestida de mãe de santo indo para a missa, pessoas da minha paróquia indo em centros e na missa ao mesmo tempo, ver a porta da igreja com oferendas (com todo o respeito mas animal morto e comida estragada não é legal e quem tem que limpar isso depois é a paróquia.), ver a liturgia da missa sendo esfacelada por causa de alguns padres politicamente corretos e por fim, temos uma grande quantidade de protestantes tendenciosos que gostam de distorcer os fatos para afastar as pessoas do catolicismo, que usam desta história para propagar uma imagem caricata da Santa Igreja Católica.



Não, não é errado um umbandista acreditar nas mesmas coisas que os católicos – pelo menos na teoria -, mas sim em não respeitar nosso espaço. Cada um deve viver a sua fé, no seu canto.