Família foi atingida pelo terremoto enquanto celebrava o batizado de bebê de dois meses

O batismo de um bebê de dois meses acabou de uma forma trágica com a morte de 12 pessoas em uma igreja no México no terremoto que ocorreu nesta terça-feira.

Por conta do terremoto 7,1 de magnitude que atingiu a região, o teto da igreja do Apóstolo Santiago em Atzala, Puebla acabou soterrando a família que celebrava o batismo.

A missa estava prevista por volta das 13h local havia acabado de começar quando o terremoto derrubou a cúpula da igreja que caiu sobre as pessoas que estavam presentes.

A bebê que iria ser batizada, sua irmãzinha de três anos, sua mãe e seus padrinhos morreram. O pai foi levado ao hospital em estado grave.

De acordo com Paulo Carvajal, porta-voz da arquidiocese de Puebla, o padre e o sacristão saíram milagrosamente ilesos, escapando por uma porta na parte de trás da igreja, um milagre.

Carvajal disse que o padre está bem, embora preocupado.

Jornais locais disseram que moradores de Atzala se mobilizaram para procurar sobreviventes sob os escombros. O cortejo fúnebre das vítimas emocionou a cidade inteira na quarta, quando 11 integrantes da família foram enterrados.

A 12ª vítima, Jacinto Roldán Capistrán, que trabalha na prefeitura de Chietla, foi enterrado neste município, a 4 km de Atzala.

O número de mortos no batizado, 12, é equivalente ao total de mortos na cidade inteira no ano de 2014, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística e Geografia do México. A cidade tem 1.326 habitantes.

De acordo com Carvajal, 163 igrejas de Puebla foram afetadas pelo terremoto. O templo Apóstolo Santiago, de Atzala, foi construído no século 17.

No Estado de Puebla, ao menos 45 pessoas morreram. O terremoto no México provocou a morte de ao menos 286 pessoas, segundo o coordenador nacional de Proteção Civil do país, Luis Felipe Puente.

Rezemos pelas vítimas do terremoto e principalmente por esse pai que está em estado grave no hospital e que acabou de perder toda sua família.

Compartilhar