Diferenças da bíblia católica e ortodoxa

Não é só o protestantismo que possui uma bíblia diferente da Igreja Católica, os Ortodoxos também. A Igreja Católica possui 46 livros no Antigo Testamento como parte de seu cânone bíblico.

Os livros de Livro de Tobias, Judite, Sabedoria, Eclesiástico, Baruque, I Macabeus e II Macabeus e as chamadas Adições em Ester e Adições em Daniel) são considerados “deuterocanônicos” (ou “do segundo cânon”) pela Igreja Católica. Além disso, existem 27 livros no Novo Testamento.

As igrejas cristãs ortodoxas e as outras igrejas orientais, aceitam, além de todos estes já citados, eles tem a Carta de Jeremias, Susana, Bel e o Dragão (a carta de Jeremias, para na bíblia católica, se encontra em Baruc e Susana e Bel e o Dragão são os últimos capítulos do livro de Daniel); além desses, considera outros livros que também não entraram no cânone católico: 1 Esdra, 3 e 4 Macabeus; Salmo 151 (além dos 150 salmos que nós temos), Ode (oração de Manassés) e Salmos de Salomão. No conjunto, o Antigo Testamento da igreja ortodoxa tem 51 livros e alguns capítulos a mais no final do livro dos Salmos (um nas Bíblias das igrejas de tradição grega, cóptica, eslava e bizantina, e cinco nas Bíblias das igrejas de tradição siríaca). Ou seja, a igreja ortodoxa tem 78 livros no total.



Os ortodoxos usam a Septuaginta que é a mais antiga tradução em grego do texto hebreu do Antigo Testamento, feita para uso da comunidade de judeus do Egito no final do século III a.C. e no II a.C.; teria sido realizada por 72 tradutores.

Os livros presentes na Septuaginta, conforme a ordem original são:

Gênesis,
Êxodo,
Levítico,
Números,
Deuteronômio,
Josué,
Juízes,
Rute,
1 Samuel (1Reis),
2 Samuel (2 Reis),
1 Reis (3 Reis),
2 Reis (4 Reis),
1 Crônicas (1Paralipômenos),
2 Crônicas (2 Paralipômenos),
1 Esdras,
2 Esdras (Esdras e Neemias),
Ester,
Judite,
Tobias,
1 Macabeus,
2 Macabeus,
3 Macabeus,
4 Macabeus,
Salmos,
Odes,
Provérbios,
Eclesiastes,
Cântico dos Cânticos,
Job,
Sabedoria,
Eclesiástico
(Sirac),
Salmos de Salomão,
Oséias,
Amós,
Miquéias,
Joel,
Obadias,
Jonas,
Naum,
Habacuque,
Sofonias,
Ageu,
Zacarias,
Malaquias,
Isaías,
Jeremias,
Lamentações,
Baruque,
Epístola de Jeremias,
Ezequiel,
Suzana,
Daniel,
Bel e o Dragão.

Caso você saiba falar inglês, você pode ter acesso a esses livros clicando aqui.

A Septuaginta era usada na época de Jesus, ela foi encomendada pelo rei Ptolomeu Filadelfo II, que foi o rei do Egito de 281 a.C. até a sua morte em 246 a.C. Na igreja católica não usamos esta versão do antigo testamento por que não há relatos de que Cristo e os apóstolos reconheciam todos os livros que nela estavam presentes isso sem falar que os apóstolos não deixaram nenhuma instrução desses livros.



O Cânon Bíblico foi se estabelecendo com o tempo através da Tradição e do Magistério da Santa Igreja. Apesar de existirem registros de divergências pessoais entre os Santos Padres acerca do Cânon Bíblico, o mesmo não aconteceu entre as Igrejas, conforme vemos nos cânons de Cartago, Hipona, Roma, Laodicéia, Trullos e etc.


Biografia

English Translation of the Greek Septuagint Bible em: (http://www.ecmarsh.com/lxx/). . Acesso em: 20 fev. 2018.

FULLER, Thomas. The Church History Of Britain. Oxford, 1845.

«Cânone Católico» (em inglês). Catholic Culture. Consultado em 16 de abril de 2011

Wikisource-logo.svg “Canon of the Old Testament” na edição de 1913 da Enciclopédia Católica (em inglês).

Compartilhar